Notícias

5 maneiras de diminuir seu tempo na fronteira

5 maneiras de diminuir seu tempo na fronteira
11-11-21 | Variedades | admin | Tags: , ,

Fala Guerreiro,  tudo bem?

Você, assim como muitos concurseiros, ainda retém aquela informação de que após passar na PF são necessários mais de 5 anos na fronteira, não é mesmo? 

Conforme último edital do concurso da Polícia Federal, salvo necessidade do serviço, o candidato nomeado, com deficiência ou não, permanecerá na unidade onde for lotado pelo período mínimo de 36 meses e cumprirá estágio probatório, nos termos do artigo 20 da Lei nº 8.112/1990 e da Lei nº 4.878/1965.

Art. 20.  Ao entrar em exercício, o servidor nomeado para cargo de provimento efetivo ficará sujeito a estágio probatório por período de 24 (vinte e quatro) meses, durante o qual a sua aptidão e capacidade serão objeto de avaliação para o desempenho do cargo, observados os seguinte fatores:        

I – assiduidade;
II – disciplina;
III – capacidade de iniciativa;
IV – produtividade;
V- responsabilidade.

Porém, saiba que não existe um tempo mínimo de permanência na fronteira após aprovação na PF. Se tiver concurso em período inferior aos 03 anos do estágio probatório, o policial recém empossado poderá se inscrever e se deslocar para outra unidade da PF.

Conheça a seguir, quais outros meios que você pode utilizar para tentar voltar para casa mais cedo.


Remoção Administrativa

A mais difícil de se conseguir. Necessário o pedido de remoção com uma justificativa plausível, para que seu pedido seja acatado e realizada a sua transferência de lotação.

Recrutamentos Internos

Ocorre quando determinado setor do Departamento de Polícia Federal – DPF necessita de servidor com características específicas. Geralmente são recrutamentos para áreas administrativas e de logística.

Outra área bastante demandada é para o setor de Tecnologia da Informação, ou seja, você, que é dessa área, saiba que oportunidades poderão aparecer ao longo da sua jornada na fronteira.  

Tendo a necessidade, o DPF lança edital de remoção indicando a área, o quantitativo de vagas e qualificações necessárias. E solicita que os interessados enviem seus currículos.

Utilizando o método de avaliação de títulos, o DPF busca profissionais com determinados perfis de formação para realizar o recrutamento interno de servidores.

Operações Especiais

Os interessados em participar dos grupos de operações, já tem um meio caminho andado para ficar pouco tempo na fronteira. Resta saber se você tem os pré-requisitos.

Para fazer parte do Comando de Operações Táticas – COT ou do  Comando de Aviação Operacional – CAOP, é necessário tempo mínimo de um ano na lotação da fronteira. Além disso, o candidato precisa se formar nos cursos operacionais (táticas e aerotáticas) fornecidos pelos grupos citados (COT e CAOP). Assim, o servidor estará apto a trocar sua lotação atual por Brasília.

Permuta

Para que ocorra a troca de servidores entre lotação, é necessário também cumprir alguns requisitos. Esses requisitos levam em consideração o cargo e a classe a que pertencem os servidores.

Quanto ao cargo, ambos precisam ocupar o mesmo cargo. Ou seja, o delegado somente pode trocar com delegado e assim por diante.

Quanto a classe, a troca pode ocorrer de três formas: 

  • ou entre classe igual;
  • ou uma classe acima;
  • ou uma classe abaixo.

Concurso de remoção

O concurso de remoção interna ocorre quando há uma nova turma no curso de formação da Academia Nacional de Polícia – ANP.

Nestes concursos, agentes já em atividade podem se candidatar para mudar a lotação atual. Os critérios utilizados são uma pontuação formada pelo fator determinado de cada unidade da Polícia Federal.

Feita a remoção interna, as vagas restantes são liberadas para serem escolhidas pelos recém-aprovados.

Nesta pontuação, as menores pontuações são de capitais, como Brasília, Rio de Janeiro, Natal, Florianópolis, Aracaju. As maiores são para cidades como Tabatinga, Oiapoque, Pacaraima, Cruzeiro do Sul e outros.


Caso não queira criar raízes na fronteira, não tem problema. A nossa dica é, aproveite ao máximo todas as oportunidades que você terá sendo um policial federal, pois a carreira em si já te proporciona crescer profissionalmente, amadurecer, conhecer novos lugares, culturas diferentes, passar por novas experiências profissionais e uma série de experiências surreais.

Curtiu o conteúdo? Então, compartilhe essa matéria com as pessoas que também estudam para concursos públicos.

Vamos juntos!

Sua aprovação é o nosso objetivo!

Comentários